Arquivo de março, 2007

Marido manda na mulher? Eu não sabia!

É sempre o mesmo comentário: “Nossa, seu marido deixou voce ir?”. Isso é quando eu falo que vou no jogo do Palmeiras contra o América amanhã a noite, em Rio Preto; é quando eu falo que vou sair só com minhas amigas pra tomar um choppinho(ou melhor coca light, porque não sou de beber); é quando falo que vou no cinema sem o marido a tiracolo; e assim vai…

Me sobe uma raiva toda vez que ouço essa pergunta, mas me controlo a tempo de dizer algum palavrão. Gente, eu não sabia que o marido mandava na gente, decidindo aonde vamos, com quem, que roupa usar, que corte de cabelo escolher (tenho uma amiga que adoraria cortar um pouco o cabelo, mas o marido dela disse que A VERDADEIRA MULHER TEM CABELO COMPRIDO. Resultado: ela e as duas filhas pequenas tem um cabelo enorme).

É claro que tudo que vamos fazer quando estamos comprometidos geralmente tem a presença do outro, e é preciso também deixar de lado certas coisas porque sabemos que a pessoa amada não gosta (mas vale pro amado também, né? Ele deixa de fazer muitas coisas porque não gostamos DE JEITO NENHUM), mas daí a perder a identidade, perder aquilo que talvez o tenha conquistado é demais né?

É ótimo ir no jogo do Palmeiras com meus sobrinhos – já que o marido é são-paulino-, é ótimo tomar choppinho com minhas amigas, é ótimo ir num cineminha, assim como sei que ele acha ótimo ir no bar do Rogerinho-amigo dele- e jogar conversar fora de vez em quando.

Faz bem pra ele, pra mim e pro casamento. Dá para entender agora, mulheres que me perguntam “mas seu marido deixa?”.

”MALANDRO É O PATO QUE JÁ NASCE COM OS DEDOS COLADOS, PRA NÃO PRECISAR USAR ALIANÇA”. Rs.

Você dá importância à água?

“Água que nasce na fonte serena do mundo
E que abre um profundo grotão
Água que faz inocente riacho e deságua na corrente do ribeirão

Águas escuras dos rios que levam a fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias e matam a sede da população
Águas que caem das pedras no véu das cascatas, ronco de trovão
E depois dormem tranqüilas no leito dos lagos, no leito dos lagos

Água dos igarapés, onde Iara, a mãe d’água é misteriosa canção
Água que o sol evapora, pro céu vai embora, virar nuvem de algodão

Gotas de água da chuva, alegre arco-íris sobre a plantação
Gotas de água da chuva, tão tristes, são lágrimas na inundação

Águas que movem moinhos são as mesmas águas que encharcam o chão
E sempre voltam humildes pro fundo da terra, pro fundo da terra

Terra,    planeta água ” – Guilherme Arantes

Hoje é Dia Mundial da Água. Não vivemos sem ela, mas, damos tão pouca impôrtância na sua economia. Principalmente na nossa região, onde ela é tão abundante e nunca falta.

Mas, faz tempo, que estamos sendo alertados de que a água faltará num futuro bem próximo- agora, os cientistas calculam 20 anos-. Meu Deus, é muito pouco tempo né? Só que acho que ainda não acreditamos “nessa profecia”. Esperamos que um milagre nos salve disto. Só que milagres existem para quem se esforça e colabora né?

   

Socorro, tem um boxeador às soltas!

Você, uma mulher, vem caminhando tranquilamente pela rua Amazonas – a mais movimentada de Votuporanga-. Claro que tem uma noção de quem vem ao teu encontro, pois está olhando para a frente. É um homem de estatura media, boa aparência, forte, tamanho médio e cabelos acinzentados. Quando ele está ao seu lado, te desfere um soco violento e continua a andar tranquilamente no meio da multidão.Parece paranóia? Sonho? Não é nada disso: tem um homem fazendo isso aqui já há algum tempo.

A surpresa chega a ser maior do que a dor e quando voce consegue pensar é tarde: ele já sumiu. Isso aconteceu com algumas mulheres e duas eu conheço muito bem pois são minhas vizinhas. A primeira recebeu um soco na cabeça que resultou num enorme galo. Chorou a tarde inteira.

A segunda, recebeu um no estomago, hoje às 13h, e tá com dor até agora. Essa conseguiu avisar a polícia que estava do outro lado da rua aonde aconteceu o fato. Mas não sabe se os policias pegaram o cara, pois teve que ir pra Cosmorama onde dá aulas. Mas ela não acredita que, mesmo que a Polícia tenha pego o homem, alguma coisa vá acontecer a ele. Disse à ela que não vai mesmo, pois sem a vítima não há como lavrar um BO-Boletim de Ocorrência- penso eu.

A primeira mulher que citei acima me disse que sempre o vê caminhando pela rua Amazonas. Combinamos de ir amanhã ver se o encontramos, mas acho que ela vai mudar de idéia.

Esquisito isso né? Será que o cara é louco? Eu acho que ele é um folgado que quer se aparecer. Precisa é encontrar uma louca com poder de reação rápido, pra lhe devolver uma bolsada na hora. Enfim, se ele continuar fazendo isso, uma hora vai ser pego né? E tomara que apanhe bastante. E tomara que eu esteja por perto para lhe dar uns tapas também né?

“Quando o marido chega em casa, ele deve SEMPRE bater na mulher. Mesmo que ELE não saiba o motivo pelo qual está batendo,  ELA saberá o motivo pelo qual está apanhando.” esta deve ser a frase preferida do boxeador acima.

Dia Mundial dos Direitos do Consumidor

Consumidor tem só direitos? E os deveres de não ser mala? Ou consumidor nunca é mala? São coisas que parecem simples, mas, acabam se tornando complicadas né?

Eu acho que consumidor tem o direito de ser bem atendido, de ter todas as informações que desejar sobre o produto NA HORA e não ficar sendo jogado de um lado pra outro… Mas hoje vi uma cena no supermercado que me deixou dúvidas se o consumidor tem direito de tudo ou ele mesmo tem que estabelecer um limite pros seus exageros. Foi na fila do frango: o cara fêz o menino pesar quase todos os frangos existentes na câmara fria, porque o preço não podia ultrapassar R$ 6,50 e, até ele concordar com um que deu o valor de R$ 6,69, todos davam mais ou bem menos que essa quantia. Enquanto isso, nós ficamos esperando e a fila aumentando.

É um direito do cara gastar R$ 6,50 num frango, mas e os direitos dos outros esperando? E do funcionário tendo que sorrir ao invés de mandar ele pros quintos do inferno? Rs. Brincadeira, mas acho que eu teria mandando.

Enfim, temos direitos, mas temos deveres também né? Não vamos complicar a vida dos outros por um frango né? Bom, enfim é isso. Vou parar antes que leve uma frangada de alguém na rua. Rs.

“EU CAVO, TU CAVAS, ELE CAVA, NÓS CAVAMOS, VÓS CAVAIS, ELES CAVAM. NÃO É BONITO, MAS É PROFUNDO”. rs.

Fora bisnagas e Fani!

Bom gente, hoje o dia foi corrido. Muito calor, serviço pra fazer, votar pra Fani sair, comprar umas “coisinhas” pra casa… enfim, a vida de uma pessoa “normal”. Rs.

Mas a primeira coisa que fiz ao acordar,- além de abrir os olhos, é claro-, foi pegar o jornal para ler qual tinha sido a decisão dos vereadores na questão da proibição do uso de bisnagas e maionese caseira por parte das lanchonetes de Votuporanga. Bem, acho que mesmo contra à vontade-rs- eles aprovaram por unanimidade. Revoltante foi ler que alguns donos de lanchonetes presentes deram “piti”, queriam interromper a sessão e gritaram em bom alto som “que vão procurar seus direitos”, isso mesmo antes de exercerem seus deveres.

Bom, eu só espero que os clientes dessas lanchonetes façam greve e deixem esses estabelecimentos às moscas, já que tá mais que provado que não são nem um pouco considerados por seus donos.

Enfim, agora é votar mais um pouco pra Fani sair-rs- e depois dar uma descansada.

“É melhor um amigo cachorro do que um cachorro amigo”.

Vamos acabar com as bisnagas, gente!

Olha, contando não dá pra acreditar mas voces sabiam que os vereadores de Votuporanga  estão enrolando, há 2 anos, a votação de um projeto de lei que proíbe a utilização de bisnagas e a fabricação de maionese caseira pelos restaurantes e lanchonetes da cidade? Isso mesmo depois de estar ocorrendo vários casos de salmonela por aqui, inclusive com a morte de uma senhora.

Gente, o que esses “nobres edis” -que expressão mais arcaica- pensam? Qual o interesse em se protelar um projeto dessa relevância? O que esses donos de lanchonetes pensam? Eles só visam o lucro, o bem-estar e saúde dos que os sustentam não conta? Qual seria, de fato, o custo deles, caso tivessem que comprar saches? Já fiz os cálculos com alguns amigos “matemáticos” -rs- e o impacto sobre as despesas deles praticamente não existe.

Então não entendo! Nem a enrolação dos vereadores e nem a pressão dos proprietários. Alguém pode me ajudar? Rs.

“Sempre que possível, converse com um saco de cimento. Nesta vida só devemos acreditar no que é concreto”. Rs.

“Dia Internacional da Mulher”

Se há uma data que pra mim não existe é hoje, o “Dia Internacional da Mulher”. Vá se f…. quem criou isso. E vá junto todas as mulheres que comemoram, achando que é um grande evento que se criou para homenagea-las.

Não pense que sou alguma feminista revoltada -mas, se ser contra, significa isso, EU SOU UMA FEMINISTA REVOLTADA-. O homem, esse ser que se considera superior, só cria datas especiais para grupos que ele considera “minoria”, “frágil”, “carente” e tantas outras coisas bobas. Haja visto que há dia da criança, do idoso, do negro, do deficiente físico…… Mas não dia do branco, do homem….

Eu não sou minoria, não sou fraca e não preciso que me defendam. Eu sou forte, inteligente e poderosa. Não preciso de datas criadas por babaquinhas, que ficam me bajulando e depois me mandam pro fogão, tanque e filhos.

Portanto não me cumprimentem hoje, não me mandem flores e nem cartões. E tenho dito.

De verdade, a maioria dos homens concordam com a frase abaixo:]

”MULHER TEM QUE ESQUENTAR A BARRIGA NO FOGÃO E ESFRIAR NO TANQUE”. Sem rs hoje.

1,2,3…

Bom gente, hoje é segunda-feira -argh-, o calor continua danado, não acertei as dezenas de mega-sena, vou ficar mais velha na quarta-feira, tô sem grana, tô com preguiça – que novidade!-, mas nada disso é importante. Por quê? Por quê? Por quê?

PORQUE MEU TIME, O PALMEIRAS É CLARO, GANHOU ONTEM DO CORINTHIAS POR 1, 2, 3 -rs,rs,rs- A ZERO. IUHHU.

“GANHAR DO CORINTHIAS NÃO TEM PREÇO. PARA TODAS AS OUTRAS COISAS EXISTE O MASTECARD”. rs.rs.rs.